Eve Ramos (476).jpg

CLAUDIA LARA

Artista, natural de Curitiba/PR, onde reside e trabalha.

Graduada em Educação Artística pela Faculdade de Artes do Paraná e pós graduada em História da Arte Moderna e Contemporânea pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná 

Possui no currículo várias exposições coletivas e individuais no Brasil e exterior, e teve o prazer de receber premiações em salões da Secretaria de Estado e Cultura do Paraná e salões de arte no Brasil e Paris, França.

Em 2020 é premiada no 67o Salão Paranaense, fazendo parte do acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná - MAC, Curitiba/PR.

 

títulos e prêmios

Em 2020 participa da Exposição Virtual junto ao Coletivo Ero Ere na Black Brasil Art. E, também com o Coletivo. participa da live junto aos alunos e professores da UNESPAR no projeto AtelieR Remoto coordenado pela artista e professora Déborah Bruel e mediação do artista e professor Emanuel Monteiro. 
 
Participa de lives on line nos projetos:
• #Ocupamac, mostra de artistas no Instagram no Mês da Consciência Negra e conversa com os artistas no Youtube. Coordenação de Ana Rocha, Museu de Arte Contemporânea do Paraná.
• Página "Arte e Racialização na Contemporaneidade", coordenação de Luana Mello, Curitiba/PR.
• "Mãos Negras: Costura, os Fios e o Barro." Projeto Artista Convida, pela Diáspora Galeria, São Paullo/SP.
• Podcast “De Aracne a Penélope, tecendo memórias “ BBA coordenação de Patrícia Brito, Porto Alegre/RS.
• Palestrante convidada para alunos e professores do Projeto de Ensino "Conexão Artística", coordenação de Luciany Borges, Brazilândia/DF.
•  “Todas Nós”, Campanha Psicobela Antirracismo. Coordenação Katia Velo
Participação de obras em vídeo aulas  do  EJA História, Educação de Jovens e Adultos, na Rede Municipal de Ensino com coordenação de Luciane Lippmann.
Participa da exposição coletiva "Transbordos: Amanhecendo em Memórias", Diáspora Galeria, São Paulo/SP.
É selecionada e premiada no 67o Salão Paranaense - Museu de Arte Contemporânea do Paraná.

2011 /  ​primeiro lugar na “Exposition Biennale d’Art Contemporain Brésilien Et Latino Américan”, Premiere edition – Paris, França

2012 /  ​fez parte do Livro Catálogo “O Percurso do Olhar”, Galeria Solar do Rosário.

2019 

Participa da exposição "Ero Ere: Negras Conexões", com o Coletivo Ero Ere, no Museu de Arte Contemporanea do Paraná, temporariamente com sede no Museu Oscar Niemayer, Curitiba/ PR. Curadoria de Emanuel monteiro. 

Realiza sua exposição individual “AVE MÃE “ no Museu Guido Viaro, projeto aprovado pelo Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Prefeitura Municipal de Curitiba, apoio da Fundação Cultural de Curitiba e Celepar. Curadoria de Uiara Bartira e produção de Thereza Oliveira.

Participa da exposição coletiva "Estratégias do Feminino", Farol Santander, Porto Alegre, RS. Curadoria de Daniela Thomas, Fabrícia Jordão, Helena Severo e Rita Sepúlveda Farias.

Realiza, jundamente com Lourdes Duarte, Raquel Camacho e Rosangela Soares, a exposição "Hemostasia", curadoria de Emanuel Monteiro, no Parque das Ruinas, Santa Tereza, Rio de Janeiro.

É selecionada com para a I Bienal Black Brasil Arte, circuito Santa Catarina e Porto Alegre, Brasil.

2018 / cria o Coletivo Ero Ere, artistas negras, com Eliana Brasil. Fazem parte do coletivo ainda as artistas Fernanda Castro, Kênia Coqueiro, Lana Furtado, Lourdes Duarte e Walkyria Novais, todas residentes em Curitiba/PR.

Faz a curadoria do Circuito de Ateliês da Bienal Internacional de Curitiba, parceria com a SOMA galeria, Curitiba/PR.

2017, 2018 e 2019 / participa de palestras e mesas-redondas sobre sua obra e sobre o Coletivo Ero Ere em eventos para professores da Rede Municipal de Curitiba e alunos da UNEPAR.

2014 e 2017 / participou com obras coletivas no 65o e 66o Salão Paranaense, Museu de Arte Contemporânea do Paraná.

 

2013 / sua obra foi tema do curta-metragem “Retalhos que Pertencem”, Fundação Cultural de Curitiba.

 

2012 /  ​fez parte do Livro Catálogo “O Percurso do Olhar”, Galeria Solar do Rosário.

 

2011 /  ​primeiro lugar na “Exposition Biennale d’Art Contemporain Brésilien Et Latino Américan”, Premiere edition – Paris, França

  • Facebook Black Round
  • Instagram - Black Circle